Livros de Suspense, por que nos encantam tanto?

Livros de Suspense, por que nos encantam tanto?

Livros de suspense sempre encantaram a humanidade. Desde que o mundo é mundo. Ou desde que os livros foram criados no formato que hoje os conhecemos.

Mas por que este tema mexe tanto assim com todos nós? Na minha mais do que modesta opinião, deve ser porque é uma forma, totalmente segura, de sentirmos a adrenalina percorrendo por todas as partes de nosso corpo.

Um livro de suspense você lê folgadamente, deitado em uma rede na varanda de sua casa. E o poder das palavras te faz sentir as mais variadas emoções vividas pelos personagens, nascidos da fértil imaginação de um louco chamado de escritor.

E, apesar de tantas emoções proporcionadas pelos livros de suspense, você não correu risco nenhum. Segurança total. Não precisou saltar de paraquedas. Não precisou trocar tiros com bandidos. Não preciso escalar uma montanha, nada. Mas viveu tudo isso! Sem nenhuma sombra de dúvida!

Leitores não querem apenas matar o tempo, eles querem emoções

Quando alguém entra em um site buscando pelos títulos de livros de suspense, está bem claro que essa pessoa não deseja apenas uma leitura para matar o tempo. Ela quer sentir emoção. De preferência muitas e fortes emoções.

Só o fato de encomendar o livro e ficar aguardando por sua entrega, que vai ocorrer dentro de alguns poucos dias, já gera um tipo de apreensão, ansiedade, e, sim, suspense.

O leitor fica na expectativa. Vez ou outra esfrega as palmas das mãos, liga do trabalho para perguntar a quem está em casa se chegou alguma encomenda. É assim que a coisa funciona. É assim comigo e com certeza também o é com você.

O cinema adora filmar histórias baseadas em livros de suspense

Os livros de suspense encantam tanto e vendem tanto, que todos os anos a indústria do cinema lança alguns filmes, cujas histórias originais foram extraídas de algum livro.

A procura é tão voraz, que alguns autores têm os direitos de suas obras comprados pelo cinema, antes mesmo do lançamento do livro por sua editora. E isso gera milhões de dólares. Quem lê o livro de suspense quer assistir ao filme. E quem assistiu ao filme, agora quer de toda maneira ler o livro.

O casamento do cinema com os livros de suspense é tão arraigado, que muitas vezes crescemos conhecendo o nome famoso de um filme, e só bem mais tarde vamos descobrir que era originariamente um livro.

Eu, por exemplo, cresci pensando que filmes como Drácula, O Bebê de Rosemary, James Bond – O Agente 007 fossem criações do cinema. Mas não. Na verdade, essas histórias nasceram como livros de suspense.

Não só de romances vivem os livros de suspense

Os livros de suspense mais conhecidos geralmente são romances. Mas há uma categoria, que eu adoro por sinal, que são os livros de contos de suspense. Eu, particularmente, considero os contos ainda mais geniais do que os romances.

Enquanto o romance é uma história longa, onde o autor tem muitas oportunidades de inserir o suspense, os contos são curtos. E causar suspense dentro de uma história curta é simplesmente genial.

Infelizmente, aqui no Brasil os livros de contos de suspense não são muito bem conhecidos. As editoras alegam que livros de contos não vendem. Não sei se isso é verdade. Pode ser mais um preconceito besta. Tal qual o preconceito contra os livros policiais.

Lá fora, em especial no hemisfério norte, os livros de contos são muito procurados por quem gosta de livros de suspense. Inclusive, essa categoria de livro policial de suspense nasceu através dos contos do genial Edgar Allan Poe. Que, aliás, é conhecido como o pai dos contos policiais. Então, que história é essa de que conto não vende?

O fato é que, seja no formato de romance ou de contos, os livros de suspense encantam a humanidade, não importa a época em que foram escritos, eles estão sempre aí movimento, tanto o mercado literário quanto o cinema. E isso é tremendamente salutar!

Conheça A Mulher da Quarta-Feira – Baixe 2 Capítulos Grátis

Livros-policiais-mais-vendidos-no-mundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *